segunda-feira, 19 de junho de 2017

Tragédia


Tragédia anunciada que ultrapassou em muito a imaginação.
Sucessivos governos da esquerda à direita com responsabilidade políticas graves pelo que devia ter sido feito e não foi feito. Mas como quase sempre, a culpa vai morrer solteira...
Como é possível não haver limpeza das margens das estradas e dos terrenos como tal lei obriga? Como é possível não haver planos de emergência que tenham sido efectuados com as populações dos locais de risco passando estas a saber como se comportar em incidentes destes, onde e como se devem abrigar,... nomeadamente em locais criados para o efeito, a ser agentes activos da emergência? Onde estão os avisos para os turistas que se aventuram a visitar as nossas florestas nas épocas de incêndios? E mais um milhão de coisas que todos nós estamos fartos de ouvir: eucalipto em demasia, mau planeamento da floresta, negociatas de meios aéreos, a indústria do fogo... um milhão de estudos e diagnósticos e ano após ano, business as usual.
As vítimas mais uma vez tiveram azar.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Costa Vicentina, Abril de 2017.

Tudo calmo, ambiente relax, alguns turistas, na sua grande maioria não portugueses, a caminhar, de bicicleta, a passear, a surfar...
Recantos admirados, momentos vividos, fotos partilhadas.


http://pt.rotavicentina.com/

segunda-feira, 20 de março de 2017

De Rouças ao Alto da Pedrada, Serra da Peneda, Caminhada dos Boas Solas, 18 de Março - Parte II

(continuação de Parte I)

Do alto do Couto da Redonda assinalado por 2 enormes mariolas, o grupo "avançado" partiu ao assalto do Alto da Pedrada, sem antes passar pelo Fojo do Lobo, enorme armadilha ancestral que mais parece uma muralha que se desenvolve em dois braços como um "V", um braço para cada lado do vale, e que no seu encontro tem um fosso, um enorme poço para onde os lobos eram em tempos empurrados e depois mortos... Para se ver o tamanho desta armadilha, 2 a 3 metros de altura não será exagero, um dos braços com cerca de 500 m de comprimento, o outro talvez com 300 metros... Quantos braços foram necessários para o construir?

o já ali nunca mais chegava...
13h15, Alto da Pedrada a 1416 m de altitude... O céu e o horizonte era todo nosso...
regresso para o Fojo do Lobo
intervalo para café...
Lamas de Vez (onde nasce o Rio Vez)
Poulo da Seida

dia quente, cervejinha no café central
passeio pelo Soajo...e finalmente..

http://www.saberaoborralho.com/saber-ao-borralho

Bom Ano!